Cia Truks
Contato:

11 3865-8019
11 99952-8553

contato@truks.com.br
> menu

nossos espetáculos

ÚLTIMA NOTÍCIA

Em “ÚLTIMA NOTÍCIA” o grupo “mergulha” em mais uma bonita e poética história. Um detetive procura por uma estranha figura, fugida, vejam só, das páginas dos jornais. Trata-se de um "menino de jornal", personagem antes preso ao periódico, que decide deixar a realidade para viver as mais incríveis aventuras. Assim, ele é engolido por uma baleia em alto mar, perde-se no mundo dos dinossauros, voa com seu balão para o espaço sideral, até por fim salvar uma indefesa princesa de um temível dragão. Estarão abertas as portas para a poesia. Estará no ar a última notícia: crianças brincam no mundo dos sonhos!

Revela-se, por fim, que o detetive nada mais é senão o pai do garoto. A brincadeira de fugir da realidade nada mais é senão um singelo “esconde-esconde”, no entanto, “elevado ao cubo”, vivido ao extremo. Convidamos, neste espetáculo, os pais a estarem inteiros com seus filhos. A dedicarem-lhes não somente uma migalha da sua atenção, mas um tempo de verdadeiro e emotivo envolvimento, potencialmente transformador. A criança que brinca e que fantasia, costumamos dizer, “estará salva”. A criança que brinca e fantasia, e que tem esta liberdade assistida e incentivada por seus pais, “estará salva e feliz”. Neste espetáculo convidamos os adultos a experimentarem um superjogo de esconde-esconde com os pequenos, em que os esconderijos serão o fundo do mar, a Lua, o mundo dos dinossauros e os castelos ancestrais, cercados pelos dragões. Quem se atrever a enfrentá-los, viverá!

 

PARA ESTARMOS INTEIROS COM AS CRIANÇAS...

Em 25 anos de trabalhos ininterruptos, a Cia Truks incrementou uma pesquisa particular que nasceu aos poucos, e de certa forma até mesmo intuitivamente. Mais do que estudar o teatro, e suas técnicas e procedimentos, estudamos a fundo, e com certa obsessão, o universo das crianças, a quem “fala” o nosso teatro. Cedo, em nossa trajetória, entendemos que possuíamos um instrumento extremamente poderoso de comunicação com os pequenos. E logo, então, passamos a nos preocupar com aquilo que estávamos dizendo a eles através dos nossos espetáculos. Os resultados desta incessante pesquisa ficaram estampados de forma contundente na obra do grupo. Cada espetáculo foi cuidadosamente trabalhado a partir do seu conteúdo. Falamos para as crianças, de forma muito acessível, poética, divertida e também emocionada, do mundo em que vivem e dos problemas que enfrentam. Falamos a elas sobre o que é este universo onde elas “caíram” para viver, e lhes damos subsídios para enfrentarem bem, e quiçá, com saúde mental, esta “queda”.

Em ÚLTIMA NOTÍCIA, falamos da relação muito sutil das crianças com o universo da fantasia, e de como pais e educadores podem contribuir para a saúde anímica dos pequenos. Nesta peça convidamos os pais a estarem mais perto dos seus filhos, e brincarem com eles, de verdade e não por obrigação. Entramos “de cabeça”, e certeiros, no mundo dos pequenos, em suas viagens mais incríveis: somos engolidos por uma baleia, viajamos de balão ao espaço, enfrentamos gigantescos dinossauros, salvamos as princesas dos dragões. Embarcamos com as crianças em seu mundo particular. Alargamos as possibilidades da fantasia. É isso que cremos que o teatro para crianças deve ser! Deve oferecer justamente o estímulo artístico para este ser pleno que é a criança. Exercer uma espécie de “provocação poética”. Nós, adultos, através dos nossos repertórios adultos de vida, mais abrangentes do que os dos pequenos, ao menos no que diz respeito a infinidade de dados e conhecimentos que temos sobre a vida, passamos a oferecer, às crianças, formas e caminhos para que possam trilhar as suas buscas, descobertas, pensamentos, sonhos e visões plurais de mundo. Assim é em nossa ÚLTIMA NOTÍCIA: crianças são livres para mergulhar fundo em seus sonhos e, assim, poderem emergir com ainda mais oxigênio, puro, para as suas vidas...

Imprensa comenta

"Com uma longa trajetória de grandes sucessos, verdadeiras delicadezas cênicas para crianças de 0 a 90 anos, a Cia. Truks de Animação está nos proporcionando mais uma pérola. O nome da peça é ‘Última Notícia’... 

No formato dramatúrgico de “jornada do herói”, o espetáculo conta a história de um menino que mergulha literalmente nas páginas de um jornal e sai pelo mundo, em grandes aventuras, enquanto seu pai, como um detetive obstinado, segue suas pistas (como as pisadas no chão) para encontrar o filho a todo custo. E o menino não dá moleza: um dia está no espaço sideral, em outro está no fundo do mar (e dentro da barriga de uma baleia), em outro vai para o tempo dos dinossauros, e assim por diante.Metáforas não faltam o tempo todo, pois a Truks sempre nos oferece várias camadas de interpretação de seus enredos aparentemente simples e lineares. 

Há sutilezas muito bem pensadas, como quando o dragão filhote grita pelo pai, pouco antes de o menino protagonista também gritar: Papai! O dragãozinho prepara o clima para o desfecho entre pai e filho, numa jogada esperta da dramaturgia. É lindo também quando o menino inverte de posição com o pai, vestindo a mesma roupa de detetive. Há nesse recurso simples um mundo imenso de significados e sugestões, sobretudo sobre a passagem do tempo e as alternâncias de papel que a gente encara pela vida afora.

Incrível é observar o quanto os atores-manipuladores da Truks estão descobrindo a cada novo espetáculo as infinitas possibilidades de interpretar enquanto manipulam tecnicamente os bonecos (aqui, todos feitos de papel jornal, para combinar com o enredo). Há um limite preciso e precioso entre essas duas tarefas, para que as interpretações dos manipuladores sejam potentes e criativas, mas não a ponto de quebrarem a magia e o encantamento de dar vida aos bonecos. É necessário cuidar minuciosamente dessa dosagem – e o grupo consegue com louvor.

O diretor Sitchin nunca deixa de criar soluções encantadoramente simples para determinadas situações do enredo. A poesia de sua direção nunca perde a mão. Desta vez, é impossível não se emocionar com a singeleza de pedir à plateia que ajude a soprar bem forte, para que o balão do menino possa subir. É um momento interativo de grande poesia, o que é raro em outros encenadores, que acham que interação é gritaria".

DIB CARNEIRO NETO - REVISTA CRESCER - 11/07/2014

“Com bonecos, folhas de jornal, luzes e sombras, os atores-manipuladores da Cia. Truks apresentam uma singela e emocionante história. O clima de suspense marca o começo da encenação. Como numa brincadeira de esconde-esconde, um detetive e um menino (feito de papel) são transportados para um mundo de sonhos. Lá, o garoto se perde entre dinossauros, salva uma princesa do dragão e chega a ser engolido por uma baleia. Cenas poéticas envolvem as crianças, como quando o rapazinho consegue voar de balão com a ajuda do sopro da plateia. Se no desenrolar da trama os pequenos ficam vidrados nas incríveis aventuras, é no desfecho, revelado por uma manchete de jornal, que os pais são laçados de vez — alguns chegam às lágrimas”.

BRUNA RIBEIRO – REVISTA VEJA SP - 14/06/2014

fotos

vídeos

Ficha Técnica do Espetáculo

Concepção Geral, Texto e Direção:
HENRIQUE SITCHIN

Elenco:
AGUINALDO RODRIGUES,
LUCIANA SEMENSATTO,
PRISCILA CASTRO,
ANGÉLICA PRIOSTE
DRIELY PALACIO

Criação e Confecção de Cenografia
Adereços e Bonecos:
DALMIR ROGÉRIO PEREIRA, HELDER PARRA, LUCIANA SEMENSATTO,
PRISCILA CASTRO, ANGÉLICA PRIOSTE, JOÃO SANTIAGO,
JORGE MIYASHIRO e HENRIQUE SITCHIN

Trilha Sonora:
HENRIQUE SITCHIN

Iluminação:
JOÃO SANTIAGO, HELDER PARRA E HENRIQUE SITCHIN

Operação de som e Iluminação:
JOÃO SANTIAGO